Método Deep Work, do Carl Newport, te ensina a ter foco em meio a um mundo de distrações.

Foco Total: Método Deep Work

Você já sentiu o dia passar e o trabalho não ser feito? Distrações, interrupções e reuniões: tudo isso está te envenenando! Método Deep Work irá te ajudar…

Você vai até achar um pouco estranho, mas o método Método Deep Work é uma mistura de passado com presente.

“Como assim?”

Acontece que no passado distante não tínhamos foco…

Depois, passamos a ter foco! (Revolução Industrial)

Da última década para cá, passamos a perder foco (Candy Crush).

E agora? Qual a solução?

A solução é usar os métodos que grandes gênios do mundo já usaram.

Sim, estou falando do Elon Musk, do Steve Jobs, do Marck e até do Thomas Edison.

Sabe, esse é um conhecimento perdido.

Perdido porque nunca foi tão necessário. Hoje, se você não tiver como acessar o Método Deep Work, então você será “só mais um”.

Perdido entre a multidão.

Não se preocupe, neste artigo eu vou

  • explicar o que é esse tal método Deep Work
  • dar dois modos de aplicação (para estudo e trabalho)
  • diferenciar Deep de Shallow (cuidado com o Shallow Work!)
  • te ilustrar (passo a passo) como iniciar seu próprio Método Deep Work

Tá pronto? Te digo que profissionais que se destacam já usam o Método Deep Work (mesmo sem querer!).

  • Se você já se destaca, é hora de amplificar!
  • Se não, é hora de se destacar!

O Que é o Método Deep Work

Deep Work é quando você consegue deixar o tempo fluir sem perceber e realizar muito mais do que a maioria das pessoas.

Método Deep Work é quando você consegue deixar o tempo fluir sem perceber e realizar muito mais do que a maioria das pessoas.

O Método Deep Work é uma metodologia de foco. Só isso.

Prontinho, resumido.

Quando te perguntarem o que é Método Deep Work, responda isso:

“É uma metodologia de foco que ajuda a atingir poderosos níveis de concentração”

“Excelente, mas como que funciona esse método Deep Work?”

O Método Deep Work funciona corrigindo as novas aquisições da sociedade: distrações desnecessárias.

É, essas aquisições não são boas de se ter, mas elas estão aí e o grupo da família vai continuar apitando queira você ou não…

…pera, mas se você quiser (e aplicar o Método Deep Work), o grupo da família vai parar de incomodar, pelo menos..

É simples: nosso cérebro funciona de dois Modos.

Cada Modo precisa ser utilizado no momento certo. Se você usar um Modo no momento errado: parabéns, você tem um problemão!

Deixa te explicar os dois Modos!

Modo Difuso (Criativo)

Já ouviu falar que alguns artistas usam “umas coisinhas” pra se animar e ter criatividade aguçada?

Os efeitos de várias substâncias Neuro-(Estimulantes / Depressoras / Tóxicas) faz com que nossos pensamentos se modifiquem.

É possível amplificar a criatividade com alguns métodos (como esse).

Por hora, vamos supor que fumar folha de banana aumenta a criatividade, certo?

Uma pessoa que fumou essa folha e ficou “meio alterada” pode ter maior criatividade e poderá pensar em ideias que – normalmente – não pensaria.

Mas sabe o que ocorre quando ela tenta executar aquela ideia naquele momento?

Ela começa a rir.

Literalmente. Haha.

O Modo Difuso é o oposto do Método Deep Work. MAS, o modo Difuso não é o Shallow Work (você vai descobrir o que é o Shallow Work em breve).

O Modo Difuso é utilizado em momentos que não são para executar algo!

Por exemplo nos momentos de planejamento, brainstorming, resolução de crises e vendas é uma ótima ideia acessar o modo difuso.

Sabe o que ocorre se você utiliza o modo difuso quando deveria estar no modo Método Deep Work (focado)?

  • Procrastinação.
  • Ideias Demais.
  • Reinvenção da Roda.
  • Frustração e Improdutividade.

Na neurociência, o modo difuso é visto como o momento em que você acessa muitos pensamentos e memórias diferentes.

Por esse motivo a criatividade é alta no Modo Difuso!

Agora quando for preciso focar e fazer o que tem que ser feito, você precisa usar o Modo Focado…

Modo Focado (Rápido)

O Modo Focado é raro atualmente.

Isso pelo fato de as pessoas perderem o controle de suas próprias vidas (triste, né?)

Imagine como era antes do WhatsApp, por exemplo, e você já saberá o quanto as distrações nos prejudicam.

Aqui no Brasil, vez ou outra rola uma justa causa por uso do Zap.

Isso porque o Zap e suas notificações reduzem a concentração dos funcionários.

Na área de software os programadores tem brincadeiras com essa questão.

Programadores precisam sempre trabalhar com o Método Deep Work.

Por culpa da complexidade, eles precisam “carregar” muita informação na mente antes de começar a trabalhar.

Quando chegam no ponto de começar a trabalhar (rápido – Método Deep Work), qualquer interrupção faz com que percam 10 a 30 minutos para retomar de onde pararam.

Daí vem as piadas com programadores como “não bata no vidro, programadores trabalhando”.

“Por Favor, não bata no vidro. Programadores se assustam facilmente e começarão a chorar. Violentamente. Por favor, entre DEVAGAR enquanto canta ‘Avê Maria’ para evitar Incidentes. Obrigado.”

“Por Favor, não bata no vidro. Programadores se assustam facilmente e começarão a chorar. Violentamente. Por favor, entre DEVAGAR enquanto canta ‘Avê Maria’ para evitar Incidentes. Obrigado.”

O método Deep Work é o uso do Modo Focado do nosso cérebro.

Nosso cérebro passa a acessar menos áreas, mas com maior densidade.

“O que isso significa?”

Significa que a área que você é especialista ficará mais “acesa” (acessada).

Ou seja, você terá maior velocidade na execução do que está fazendo.

Nesse momento, você reduz a criatividade, mas aumenta muito a execução!

Deixa te falar modos práticos de como funciona o Método Deep Work em duas áreas aqui abaixo…

Método Deep Work Para Concurso

O Método Deep Work funciona para estudar, trabalhar, planejar e qualquer atividade que exija um bom nível de concentração.

O Método Deep Work funciona para estudar, trabalhar, planejar e qualquer atividade que exija um bom nível de concentração.

O Método Deep Work pode ser, facilmente, usado para estudar para concursos.

Vou te mostrar as diferenças entre quem usa o método Deep Work e quem não usa para os estudos.

No caso de quem não usa,

  • WhatsApp apitou, a pessoa olha.
  • Vontade de beber água a cada 15 minutos (na cozinha).
  • Estuda, estuda, estuda e não entende porque não entende.
  • Diz que estuda 10 horas por dia, mas não faz 2 horas líquidas.

Se identificou com algo daí? Então continua lendo que tem solução!

Se você não conhece o termo “horas líquidas de estudo”, vou explicar rapidinho.

Vamos supor que você passa “o dia estudando”: das 8h às 20h com 2 horas de almoço.

Porém, o WhatsApp está sempre do lado, Youtube sempre aberto e (principal sinal) você sempre encontra algum motivo para levantar quando aparece algum tópico ou questão difícil.

Juntando todo o tempo que você estudou (10h) e tirando as distrações e baixa eficiência, você chega na quantidade de horas líquidas.

O método Deep Work ativa sempre suas horas líquidas.

Ou seja, se usar o Método Deep Work 4 horas por dia, terá 4 horas líquidas por dia.

Para continuar a aplicação do Método Deep Work nos estudos, vou te explicar primeiro como é o Método Deep Work no trabalho.

Adaptamos depois e vamos ao Work! (logo abaixo)

Método Deep Work Para… Work!

No trabalho, existe o maior de todos os vilões: as reuniões!

Sabe o que é uma reunião? Talvez não com as mesmas palavras que vou falar.

Uma reunião é um “bloco pesado de tempo gigantesco no meio da agenda de vários colaboradores”.

Existe sempre o tempo de pré e pós reunião, uma espécie de rastro dos efeitos na produtividade.

Entenda que, durante a reunião, o modo Difuso deve ser usado.

Fora da reunião, durante o expediente, o Modo Focado (Método Deep Work), deve ser usado.

Para quem usa o Método Deep Work no trabalho, a principal dificuldade é manter os companheiros de sala longe de você.

“É pra ser anti-social?”

Sei que é difícil ficar longe de interrupções (porque gostamos delas, haha), mas cada momento tem seu momento.

Consegue imaginar a empresa que você trabalha parando por 4 horas inteiras para… apenas… trabalhar?

Te prometo que 99% das empresas não conseguem “parar para trabalhar”.

Mas empresas são feitas para trabalhar, certo?

Sim, mas se você está no modo Shallow Work o tempo todo, então você não está produzindo tanto quanto poderia.

Eu vou te explicar agora a diferença entre o Método Deep Work e o Shallow Work.

Você vai entender a importância do Shallow Work e os malefícios de não usar o método Deep Work.

É possível que o próximo tópico vire ao avesso sua forma de enxergar seu trabalho…

Método Deep Work VS Shallow Work

Um Oceano Azul profundo é algo de extrema rentabilidade com Deep Work!

Um Oceano Azul profundo é algo de extrema rentabilidade com o método Deep Work!

Vou resumir o que conversamos até agora, tudo bem?

Alguns conceitos simples resumidos:

  • Método Deep Work: foco total sem interrupções.
  • Modo Focado: cérebro com poucas áreas sendo acessadas com profundidade.
  • Modo Difuso: cérebro com várias áreas sendo acessadas de forma superficial.
  • Shallow Work: … você descobrirá agora!

O Shallow Work se parece um pouco com o Modo Difuso. Mas tem uma diferença.

Shallow Work acontece quando você deveria fazer o método Deep Work.

Ou seja, ao invés de produzir em máxima velocidade, você deixa as distrações te consumirem.

Existem momentos em que Shallow Work é necessário.

Por exemplo, cargos que lidam com o público, como o caixa do supermercado, a atendente da clínica e similares precisam receber distrações o tempo todo.

Imagine, no entanto, o que acontece quando você preenche uma planilha e responde alguém no Zap.

Sua produtividade e velocidade de execução serão muito afetadas pelas quebras de concentração que você recebe.

Para resumir, Shallow Work é como usar o Modo Difuso no momento que deveria estar no modo Focado.

Agora vamos para a aplicação prática de como inserir o método Deep Work na sua rotina!

Aplicando o Método Deep Work Em 3 Passos!

Vou te falar agora três passos bem simples para aplicar o Método Deep Work seja nos estudos, no trabalho ou em outra área que necessitar de foco.

Prepare Seu Ambiente

Primeiro, é importante separar o ambiente de foco do ambiente de lazer.

Já trabalhou na piscina? Eu te digo que, dependendo da pessoa, isso é possível sim.

É possível desde que você consiga separar (psicologicamente) o ambiente e saber que ele agora é um “ambiente de trabalho”.

Você precisará lidar com a geografia (espaço físico) do ambiente.

Garanta que seu espaço físico é diferente quando você está no modo “focado”.

Outra questão a garantir que não haverão interrupções.

Lembra do exemplo dos programadores? Você pode usar um similar.

“Modo Focado Ligado: Favor Não Interromper”

Que tal uma plaquinha assim?

Ahhh,

lembra de falar com as pessoas ao seu redor sobre isso para não te interromperem.

Outra questão importante é pegar tudo que você vai precisar e colocar no seu desktop.

Desktop: área de trabalho.

Tudo que você precisar na sua área de trabalho precisará estar lá.

Isso inclui água, café, biscoito, bolacha, uma melancia (vai que…?), música (sem letra), celular desligado e dentro da bolsa.

E o que mais você achar importante.

O motivo disso todo é para que você possa prosseguir no próximo passo…

Ajuste Um Tempo (e resista)

Delinear um tempo é importantíssimo para que você possa entrar em estados profundos de concentração.

A recomendação é começar com tempos pequenos. Por exemplo, 30 minutos sem interrupção duas vezes por semana.

Com o tempo, você pode aumentar a frequência e a quantidade do método Deep Work que você faz.

Cada pessoa tem um tempo diferente para entrar em modo de Flow (super foco), que é o objetivo do método Deep Work.

Observe e vá entendendo seus períodos para que possa saber qual o período mínimo de tempo antes de chegar no Deep Work.

Conforme sua prática aumentar, mais Deep Work poderá ser feito.

Durante esse tempo, é essencial respeitar as regras de bloqueios (como do celular)…

mas, se você não conseguir (e é comum não conseguir), o próximo tópico te ajudará nisso…

Corrija o Percurso

Faça um breve planejamento numa folha de papel (ou no celular/ computador).

“Deep Work – Duração – Objetivo”

Você pode colocar algo como “Deep Work – 1 hora – Fazer Declaração do IR”.

Ao final, basta anotar algumas informações para que você tenha ainda mais eficácia no próximo ciclo de trabalho.

Lembre-se que cada sessão de Deep Work trará um aprendizado.

E é incrível como é difícil ficar 30 minutos sem WhatsApp se você não tem o costume…

mas não se preocupe. Acredito em você e sei que dará certo!

Por esse motivo (e para facilitar), preparei uma Checklist bem simples para os momentos antes e depois do Deep Work.

Sabe por que não tem durante? Porque o método Deep Work é focado apenas na atividade que você está fazendo! Haha

Vamos às Checklists!

Checklists Para o Método Deep Work

Para complementar seu aprendizado (e a aplicação), você também pode ver nosso vídeo sobre a o método Deep Work em vídeo!

Checklist Pré-Deep Work

( ) Garrafa d’água cheia

( ) Foi ao banheiro recentemente.

( ) Café (ou outra bebida) ao lado.

( ) Ambiente (físico) organizado para trabalhar.

( ) Apenas abas/programas essenciais abertos.

( ) Respira fundo, prepara um cronômetro e vai!

( ) Biscoito (ou outro snack) pronto, caso precise.

( ) Pessoas ao redor avisadas sobre seu período focado.

( ) Fones de ouvido e músicas prontas para serem ouvidas.

( ) Celular desligado (ou avião) e fora da sua visão e alcance.

Checklist Pós-Deep Work

( ) Alguém te interrompeu em algum momento?

( ) Você SE interrompeu em algum momento?

( ) Você tinha tudo que precisava ao seu alcance?

( ) Precisou (para o trabalho) abrir o celular?

( ) Atendeu vontades súbitas (falar com alguém, banheiro, etc)?

O objetivo da Checklist Pré-Deep Work é marcar todos os itens. O objetivo da checklist Pós-Deep Work é não marcar nenhum deles! Se você deixar de respeitar algum desses, pare e reflita como pode fazer para a próxima sessão ser mais profunda!

Pronto! Com essas informações e essa checklist, tudo que você precisa agora é sentar e ir adiante nos seus trabalhos focados! Gostou do artigo? Compartilha com alguém! Essa checklist vai ajudar muito você e seus parceiros de trabalho!

 

Compartilhe esse post

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest